• Você está em: 
  • Home
  • Notcias

11/09/2019 - BLITZ SINDVIGRIO NOS POSTOS DA EMPRESA CHD

Com apenas um mês de contrato com a Prefeitura do Rio, os Vigilantes da empresa CHD Serviço de Vigilância e Segurança, que assumiu os postos da CLAUFRAN, já reclamam de atraso no salário e falta no tíquete alimentação e no vale transporte. E não para por aí.

Em alguns postos com a falta de vale transporte, muitos já estão com dificuldade de ir trabalhar. Em alguns casos como no Hospital Municipal Jesus, Vila Isabel, não há mais vigilantes trabalhando regularmente, chegando ao ponto de não ter vigilantes em alguns plantões.

Vale destacar que há um mês atrás o Sindicato dos Vigilantes do Município do Rio, fiscalizou dois postos assumidos pela CHD, em contrato emergencial com a Prefeitura, a Maternidade Leila Diniz e o Hospital Lourenço Jorge. Na ocasião alguns Vigilantes estavam trabalhando sem a Carteira Nacional de Vigilante - CNV e sem o crachá de identificação pessoal, ambos de uso obrigatório no posto de serviço. Sinais que problemas iriam surgir.

A diretoria do Sindicato já cobrou uma posição da empresa CHD Vigilância e Segurança, como também enviou oficio à Secretaria Municipal de Saúde para que tome providências.



11/09/2019 - ASSOCIADOS E DEPENDENTES DO SINDVIG-RIO: PARTICIPE DO WORKSHOP E CONCORRA A BOLSA DE ESTUDOS

Associados e dependentes do SindvigRio, não percam tempo! Participem e concorram à uma bolsa de estudo paga pelo Sindicato.

O SINDVIG-RIO em parceria com a ESTÁCIO realizará na próxima quinta feira, dia 19 de setembro o workshop de apresentação do Curso – Gestão de Segurança Privada.

O workshop será na unidade Estácio da Presidente Vargas 642 (estação metrô Uruguaiana) e terá início às 17h com credenciamento e coffebreak. A Primeira palestra iniciará às 18hs e a segunda às 19h. Entrada Gratuita para Associado do SindvigRio.


REGRAS BÁSICAS DA BOLSA DE ESTUDO: A bolsa de estudo paga pelo Sindicato cobre apenas a matrícula e a mensalidade durante o período normal do curso; taxas extras durante o curso ficará sob responsabilidade do aluno; em caso de reprovação em alguma disciplina durante o curso, ficará sob responsabilidade do aluno o pagamento desta no período seguinte; o aluno deverá fazer a grade completa das disciplinas por período. O sorteado terá duas chances para passar no vestibular da Estácio (redação 10 linhas), caso contrário perderá a bolsa. 


06/09/2019 - NÃO PERCA OPORTUNIDADE. ESTUDE NA ESTÁCIO



02/09/2019 - AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE PRIVATIZAÇÃO DOS PRESÍDIOS

O Secretário Estadual de Administração Penitenciária, Alexandre Azevedo, falou sobre a privatização dos presídios na audiência pública realizada na ALERJ, no dia 29/08/2019.


23/08/2019 - SINDVIGRIO SINDICATO DE LUTA

22/08/2019 - SEGURANÇA CLANDESTINA É CRIME

22/08/2019 - EMISSORA RECORD INSISTE NO ERRO

A Diretoria do Sindicato dos Vigilantes do Município do Rio de Janeiro está indignada com a postura jornalística da Emissora Record que insiste em anunciar que o sequestrador Willian Augusto da Silva, da Linha São Gonçalo-Estácio, era Vigilante.

Informamos que já enviamos diversas comunicações à Rede Record além de diversas ligações com os seus jornalistas.

 Respeitamos o árduo trabalho das equipes de jornalismo da emissora que cobrem diversos fatos diários com todas as dificuldades típicas da sua atividade, mas tal postura está gerando um sério prejuízo à nossa categoria.


21/08/2019 - NOTA DO SINDVIGRIO CIRCULA NA GRANDE MÍDIA

A força tarefa que fizemos para comunicar toda a grande mídia sobre o erro de apuração da profissão de William Augusto da Silva começa a dar resultado e esclarecer o assunto.




20/08/2019 - NOTA À IMPRENSA SOBRE O SEQUESTRO NA PONTE RIO NITERÓI

A Diretoria do Sindicato dos vigilantes do Rio acompanhou com apreensão o sequestro dos passageiros do ônibus da Linha Niterói-Rio de Janeiro e que neste momento já teve seu desfecho com a imprensa noticiando que William Augusto da Silva, com 20 anos era VIGILANTE.

 

Informamos que ninguém com 20 anos pode ser Vigilante, em respeito a Lei 7.102/1983, a idade mínima são 21 anos para fazer o curso de formação de vigilante e a partir daí ingressar na atividade.

Art. 16 - Para o exercício da profissão, o vigilante preencherá os seguintes requisitos:

[...]

II - ter idade mínima de 21 (vinte e um) anos;

Portanto, solicitamos a correção e melhor apuração dessa informação, uma vez que tal notícia traz uma reprovação social gigantesca para nossa categoria.

Lembrando que para exercer a atividade de Vigilante o profissional tem que fazer o curso, passar pela aprovação de exame psicotécnico e ainda apresentar todas as certidões criminais negativas.

Após consulta na base de dados do Sindicato verificamos que o William Augusto Nascimento não está no registro de Vigilantes cadastrados.

Agradecemos a compreensão.

Antônio Carlos

Presidente do SindvigRio

 

20/08/2019 - ESCLARECIMENTO SOBRE SEQUESTRO NA PONTE RIO-NITERÓI

Antônio Carlos, presidente do Sindicato dos Vigilantes do Município do Rio de Janeiro fez hoje um pronunciamento sobre o sequestro dos passageiros do ônibus da Linha Niterói-Rio de Janeiro e pediu que seja feita uma apuração mais consistente por parte da grande mídia em relação ao assunto.



19/08/2019 - ATENÇÃO VIGILANTES DE EVENTOS

.

13/08/2019 - RETIRADA DE DIREITOS DISFARÇADA DE LIBERDADE ECONÔMICA

A medida provisória da Liberdade Econômica (MP 881/2019), que deve ser votada, nesta terça (13), na Câmara dos Deputados, retira alguns direitos dos trabalhadores, mas mesmo os que forem preservados não estarão garantidos, pois a medida tira poder da fiscalização, dificulta a cobrança na Justiça e abre caminho para a impunidade.

Jerônimo Goergen (PP-RS), relator da MP 881.

A MP 881/2019 entre outra coisas propõe uma disputa entre os órgãos do poder público para a assinatura de acordos com empresas infratoras, o que limita o poder do Ministério Público do Trabalho (MPT) de propor Termos de Ajuste de Conduta (TACs).

A reforma trabalhista do governo Temer retirou o pagamento do feriado em dobro para todos os trabalhadores com escala 12X36 em 2017. O governo Bolsonaro, em 2019, quer instaurar o fim do pagamento dobrado e das folgas aos domingos para todos os trabalhadores .

Projetos como a Reforma Trabalhista 2017 (Governo Temer), Reforma da Previdência (Governo Bolsonaro) e MP 881/2019 (Governo Bolsonaro) vem disfarçados de combate aos privilégios porém nada mais são do que a retirada de direitos e o aprofundamento da exploração da classe trabalhadora.

O SINDVIGRIO é contra a MP 881/2019 que se apresenta como combate a crise econômica porém aprofunda a crise, desigualdades e desemprego.

08/08/2019 - SEGURANÇA BALEADO NAS AMERICANAS EXPRESS NO FLAMENGO

Segundo apurado pela Diretoria do Sindicato dos Vigilantes do Município do Rio, o segurança que foi baleado no assalto das Lojas Americanas no bairro do Flamengo e morreu no local, não era segurança de empresa de vigilância privada, conforme a imprensa noticiou.


Nossos sentimentos à família.

07/08/2019 - DIA DOS PAIS NA SEDE CAMPESTRE EM GUARATIBA


29/07/2019 - DESCONTOS EM FARMACIAS PARA ASSOCIADOS DO SINDVIG-RIO

.

26/07/2019 - HORARIO DE ATENDIMENTO PREVIDENCIÁRIO

O SINDVIG-RIO informa que a partir desta segunda feira, dia 29/07/2019, o atendimento jurídico (previdenciário) com a advogada Claudia Goes, será realizado de 10h às 12h e de 13h às 16h.

25/07/2019 - GOVERNO LIBERA RETIRADA DE R$500,00 DO FGTS

RETIRADA DO FGTS

Saque de R$ 500 por conta

Os trabalhadores poderão sacar até R$ 500 de cada conta que possuírem no FGTS, ativa ou inativa (do emprego atual ou dos anteriores).

Para quem tiver conta poupança Caixa, o depósito será feito automaticamente. Os correntistas que desejarem não sacar os valores deverão informar ao banco.

Já os saques começarão a ser liberados a partir de setembro.

Quem possuir cartão cidadão poderá fazer o saque nos caixas automáticos.

Os saques de menos de R$ 100 poderão ser feitos em casas lotéricas, com apresentação de carteira de identidade e número do CPF.

Saque-aniversário

A partir de 2020, os trabalhadores poderão fazer saques anuais de suas contas no FGTS.

Quem quiser fazer esses saques deverá comunicar à Caixa Econômica Federal a partir de outubro de 2019.

Quem optar pelos saques anuais, no entanto, não poderá fazer o saque total da conta em caso de demissão sem justa causa.

Em caso de demissão sem justa causa, no entanto, não muda o cálculo da multa de 40% devida pelo empregador.

O trabalhador que optar pelos saques anuais só poderá voltar à modalidade anterior (que permite o saque total em caso de demissão sem justa causa) dois anos depois da primeira mudança.

Se o trabalhador for demitido enquanto está optante pelo saque anual, a conta se torna inativa – o trabalhador não poderá sacar os recursos da conta referente àquele emprego quando mudar de modalidade. 

O saque do valor total só será liberado para o trabalhador que for demitido enquanto optante pelo modelo atual do FGTS.

Quem optar pelo saque anual terá três meses para retirar os recursos a partir de 2021: o mês de seu aniversário e nos dois meses seguintes.

Para 2020, a Caixa irá informar um calendário para os saques.

Limite para o saque-aniversário

O valor do saque anual será um percentual do saldo da conta do trabalhador.

Para contas com até R$ 500, será liberado 50% do saldo, percentual que vai se reduzindo quanto maior o valor em conta.

Para as contas com mais de R$ 500, os saques serão acrescidos de uma parcela fixa.

 



Exibindo a 16 de 1432< 1 2 3 4 >