• Você está em: 
  • Home
  • Notcias

05/01/2010 - Ag?ncia que sofreu tentativa de assalto tem efetivo pequeno

    Um vigilante est? em estado grav?ssimo no Miguel Couto e seis pessoas ficaram feridas ap?s tentativa de assalto em ag?ncia banc?ria no Centro, entre elas um vigilante baleado no ombro e barriga e outro ferido por estilha?os no bra?o, nesta ter?a-feira (5/01), ap?s uma tentativa de assalto a uma ag?ncia do Banco do Brasil, em frente ? Santa Casa de Miseric?rdia. Segundo o vigilante Pedro Paulo, h? dois dias na ag?ncia e que trocou tiros com os bandidos, um dos marginais conseguiu entrar com uma mochila carregando um laptop. As armas do bando estariam escondidas num fundo falso.

    - Lamentavelmente os vigilantes banc?rios est?o sempre correndo risco de morte. Muitas vezes recha?am uma tentativa de assalto sem causar danos a ningu?m. Por isso as empresas de vigil?ncia deveriam pagar o adicional de 30% de risco de vida, para complementar o p?ssimo sal?rio que recebem de R$ 752,80. O projeto do adicional de periculosidade para os vigilantes de todo o pa?s j? aprovado no Senado, encontra-se atualmente na Comiss?o Especial de Seguran?a da C?mara Federal, disse Fernando Bandeira, presidente da Federa??o dos Vigilantes do Rio de Janeiro.

     Bandeira informou tamb?m que o efetivo da seguran?a nos bancos ? muito pequeno, n?o respeitando o plano de seguran?a fiscalizado pela Pol?cia Federal. O pr?prio Banco do Brasil j? trabalhou com mais de seis vigilantes em algumas ag?ncias. Hoje emprega apenas quatro. Em alguns bancos particulares, na hora do almo?o, apenas um vigilante est? no seu posto, deixando vulner?vel n?o s? a ag?ncia como o pr?prio profissional de seguran?a.

18/12/2009 - Mais de 3 mil vigilantes comemoraram outro ano de lutas

Festa no parque promoveu grande intera??o da fam?lia vigilante.

     A festa de Natal dos Vigilantes nos dias 12 e 13 de dezembro ficar? na mem?ria de todos que dela participaram. O sentimento ? o gostinho de quero mais em 2010.

     O presidente do SindvigRio, Fernando Bandeira, cumprimentou a fam?lia vigilante: ?Companheiros como ? bom estar com voc?s mais este ano e poder comemorar a vida de todos da fam?lia vigilante. Espero a participa??o de voc?s em nossas manifesta??es em 2010. Certamente ser? um ano de lutas e de vit?rias para a nossa categoria?, afirmou Bandeira.

      Uma festa para todas as idades. Os brinquedos foram a alegria da garotada: a barca, o carro de bate-bate e o twister, os mais procurados, n?o pararam um segundo sequer. Quando veio a fome, todos puderam se deliciar com cachorro-quente e refrigerante, e para refrescar, muita ?gua e sorvete, tudo fornecido gratuitamente pelo SindvigRio.

      Eduardo de Oliveira (46), da empresa VIGBAN, h? tr?s anos n?o perde uma festa. Diz que o filho ca?ula, Douglas (6), adora vir brincar no parque e que a festa promovida pelo sindicato ? um momento de divers?o para toda a fam?lia.

     Um dos momentos mais esperados foi o sorteio, todos queriam ser contemplados, mas a sorte bateu na porta destes vigilantes, que levaram para casa pr?mios como: bicicletas, aspirador de p?, bola de futebol profissional, cadeira de praia, cafeteira, parafusadeira, assadeira, carro de controle remoto, fritadeira, colcha de casal, conjunto de seis baixelas de inox, faqueiro, ferro de passar, furadeira, skate board, maleta com ferramentas, piscina 1000 litros, sanduicheira grill, DVD com karaok?, conjunto de panelas e celular.

Uma festa preparada com muito carinho

     Os diretores n?o mediram esfor?os durante os dias de trabalho, colocando a m?o na massa. O gerente do sindicato, Mario Bernardo, diz que preparar uma festa dessa ?n?o ? f?cil?, mas que vale a pena: ?ver que o trabalho surtiu efeito e que as crian?as puderam brincar ? vontade em lugar seguro sem maiores preocupa??es para os pais?, completou ele.

 

Pr?mio: Aspirador de p? port?til Tramontina.
Ganhador: Ronaldo Marques Ign?cio - Master

Pr?mio: Bola de futebol em couro sint?tico Saga Sport.
Ganhador: Elivaldo Gonzaga - Cong?nere

Pr?mio: Cadeira de praia duas posi??es.
Ganhador: Bruno Gomes Souza - GP

Pr?mio: Cafeteira dez x?caras Homestar.
Ganhador: Alexandro de Paula Santos Silva - Cong?nere

Pr?mio: Parafusadeira sem fio Force Line - Bivolt.
Ganhador: Antonio Barbosa Crispiniano - Din?mica

Pr?mio: Assadeira em vidro grande 3,8 litros Prediletta.
Ganhador: Francisco Henrique Brito Gualberto - Atlas

Pr?mio: Carro com controle remoto Spirit.
Ganhador: Oscar da Silva Vasques Neto - CJF

Pr?mio: Fritadeira Vicini 1,2 litros.
Ganhador: Marden Oniel C. Marques - GranRio

Pr?mio: Colcha de casal Piquet Estampada.
Ganhador: Carlos Alberto Barreto - Transegur

Pr?mio: Conjunto 06 baixelas inox.
Ganhador: Paulo Roberto da Costa ? Din?mica

Pr?mio: Faqueiro 24 pe?as inox Euro.
Ganhador: Jorge Nogueira Dias - Centauro

Pr?mio: Ferro seco mondial Maximus 31 Black F11 Preto.
Ganhador: Jos? Fernandes Terra ? F?nix

Pr?mio: Furadeira de impacto 3/8 Eccofer 127 volts
Ganhadora: Jani Maria de S?o Juli?o ? Confederal

Pr?mio: Skate Boarding Long Bel Fix.
Ganhador: Luiz Manoel Silva das Dores - Din?mica

Pr?mio: Maleta com ferramenta 65 pe?as Xline Boch
Ganhador: Tadeu Motta do Nascimento - Hopevig

Pr?mio: Manteigueira Inox Euro.
Ganhador: Eduardo de Oliveira - VigBan

Pr?mio: Piscina Guaruj? Capri 1000 litros.
Ganhador: Jorge dos Santos Herculano - Transegur

Pr?mio: Sanduicheira Grill Vicini EPV 127 Volts.
Ganhador: Rog?rio P. Pires ? Uni?o Forte

Pr?mio: DVD Karaok? tronics.
Ganhador: Jones dos Santos - GranRio

Pr?mio: Bicicleta aro 26 Enterprise.
Ganhador: Ubiratan da Silva - Segil

Pr?mio: DVD Karaok? tronics.
Ganhador: Carlos A. Rosendo - Executive

Pr?mio: Bicicleta aro 26 Enterprise.
Ganhador: Heliomar Pinheiro Lopes ? Transegur

Pr?mio: Conjunto de panela em inox com tampa de vidro - quatro pe?as.
Ganhador: Francisco Mendon?a - Protex

Pr?mio: Kit Enchoval casal ? sete pe?as - Microfibra.
Ganhador: Cl?udio Peixoto Pereira - GP

Pr?mio: Celular Sansung desbloqueado E1075.
Ganhador: Lucinei Nunes Leal ? Pro-Seg

 

Cestas de Natal:
1- Vanilton Cl?udio Vieira Teixeira - Transegur
2- Mauro Fernandes Filho - Tiger
3- Luiz Marcos dos Santos - Din?mica
4- Rinaldo A Soares da Cruz - Transegur
5- Feliciano Oliveira Macedo - Pedra
6- Ricardo Villalba da farias - Transvip
7- Gerson Nec?cio da Silva - Tiger
8- Alcides Oscar dos Reis - Aposentado
9- Francisco An?bal Filho - Husky
10- Waldeck M. Rangel - Master
11- Jos? Carlos da Silva - Vise
12- Roberto dos Santos - Fenixx
13- Ronald Pe?anha ? Steel Men
14- Francisco Vital - Fenixx
15- Luiz Henrique Ferreira Sabino - Graber
16- Helimar Pinheiro Lopes - Transegur
17- Roberto Carlos Rosa Sifuentes - Tradicom
18- Emerson Pedro da Silva - Vigbam
19- Celso Evangelista da Silva - Executive
 

Sorteio de domingo ? 13/12/2009

Pr?mio: Mantegueira Inox Euro.
Ganhador: Genaro Guimar?es Neto - Transegur

Pr?mio: Bola de futebol em couro sint?tico Saga Sport.
Ganhador: Jorge Cury da Silva ? C.Palmares

Pr?mio: Cadeira de praia duas posi??es.
Ganhador: Adolfo Bello - Protex

Pr?mio: Cafeteira dez x?caras Homestar.
Ganhador: Milton Rog?rio de Lima Teixeira - GP

Pr?mio: Parafusadeira sem fio Force Line - Bivolt.
Ganhador: Edson Lima da Silva ? Front

Pr?mio: Assadeira em vidro grande 3,8 litros Prediletta.
Ganhador: Carlos Fernando Silva - Aposentado

Pr?mio: Carro com controle remoto Spirit.
Ganhador: Francisco de Assis da Silva - INSS

Pr?mio: Fritadeira Vicini 1,2 litros.
Ganhador: Valdecir Alves da Cruz ? Aposentado TransForte

Pr?mio: Colcha de casal Piquet Estampada.
Ganhador: Alexandre Luiz Rodrigues - Din?mica

Pr?mio: Conjunto 06 baixelas inox.
Ganhador: Antonio Carlos Marcelino dos Santos ? Graber

Pr?mio: Faqueiro 24 pe?as inox Euro.
Ganhador: Marco Antonio Souza - GranRio

Pr?mio: Ferro seco mondial Maximus 31 Black F11 Preto.
Ganhador: Amarito Carolino ? Aposentado

Pr?mio: Furadeira de impacto 3/8 Eccofer 127 Volts.
Ganhadora: Adriana Maria Santos Mello - Hercules

Pr?mio: Skate Boarding Long Bel Fix.
Ganhador: Almir Brito Costa ? GranRio

Pr?mio: Maleta com ferramenta 65 pe?as Xline Boch.
Ganhador: Bruno de Oliveira Fonte ? Juiz de Fora

Pr?mio: MP5 2GB com FM/Gravador de voz e c?mera 2 Mega Pixels ? U ?TECH UT.
Ganhador: Antonio Edson Baptista Passos - Transegur

Pr?mio: Piscina Guaruj? Capri 1000 litros.
Ganhadora: Denise Dias da Silva - Best

Pr?mio: Sanduicheira Grill Vicini EPV 127 Volts.
Ganhador: Edmilson Emilio Cunha - H?cules

Pr?mio: DVD Karaok? tronics.
Ganhador: Anderson Luis Teles Bittencourt - Max

Pr?mio: Bicicleta aro 26 Enterprise.
Ganhador: Marcio da Cruz - Confederal

Pr?mio: DVD Karaok? tronics.
Ganhador: Ricardo Ataliba dos Santos - GP

Pr?mio: Bicicleta aro 26 Enterprise.
Ganhadora: Maria das Gra?as Francisco de Lima - VigBan

Pr?mio: Conjunto de panela em inox com tampa de vidro - quatro pe?as.
Ganhador: Willian Gon?alves - Tiger

Pr?mio: R?dio com CD/MP3 NKS.
Ganhador: Paulo Roberto Silva Ara?jo - Centauro

Pr?mio: Celular Sansung desbloqueado E1075.
Ganhador: Ricardo Pires da Silva - Maral

 

Cestas de Natal:

1- Jos? Carlos Santos Souza ? SL4
2- Pricia Suissu S. De Ara?jo
3- Luciano Camargo da Silva - Centauro
4- Josias Antonio Santos - Fenixx
5- Roberto Cl?udio Silva e Souza - ForceSecurity
6- Patr?cia Duarte Moura - Opervig
7- Elias Jos? da Silva - CJF
8- Andr?a castro dos Santos - GranRio
9- Jos? Antonio Moreira de Souza - Vese
10- Vanderley Correa da Silva - Vesany
11- Carlos Fernando de Souza - Aposentado
12- Jos? de Arimat?ia dos Santos - Tiger
13- Renato Cassiano da Silva - Protege
14- Jo?o Nunes de Oliveria - Vise
15- Luiz Carlos da Silva Junior - Confederal
16- Joaquim Jorge Dias Silvestre ? VigBam
17- Durval Jos? Filho
18- ?lson Denizete de Menezes - Juiz de Fora
19- Celso Ribeiro Barbosa - Angels
20- Jo?o Batista Estoffer -Stic Geric?

16/12/2009 - 50 mil trabalhadores na 6? marcha em bras?lia

     Cerca de 50 mil trabalhadores de todo o pa?s se mobilizaram, no dia 11 de novembro, em Bras?lia, para cobrar dos parlamentares a aprova??o de v?rios projetos que est?o na pauta do Congresso Nacional.A principal bandeira foi a defesa da redu??o da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem redu??o de sal?rio. Os trabalhadores tamb?m defenderam a pol?tica de valoriza??o do sal?rio m?nimo, o fim do fator previdenci?rio, a defesa do pr?-sal com o fim dos leil?es, a ratifica??o das Conven??es 151 (pela negocia??o no servi?o p?blico) e 158 (contra as demiss?es imotivadas) da OIT, a recomposi??o do valor das aposentadorias para quem ganha acima do piso e mesmo reajuste do m?nimo aos aposentados, entre outros.

    Os sindicalistas se concentraram em frente ao est?dio Man? Garrincha, percorrendo mais de 3 quil?metros at? o Congresso Nacional. A delega??o do Rio representando a Nova Central Sindical dos Trabalhadores ? NCST, contou com mais de 230 trabalhadores, entre vigilantes, oper?rios da constru??o civil, servidores p?blicos, empregados de agentes aut?nomos do com?rcio, operadores de telemarketing, bombeiros civis, trabalhadores da sa?de e rodovi?rios.

     Jos? Calixto Ramos, presidente da NCST saudou a unidade do movimento sindical para organizar a marcha, ressaltando que ?aqui ningu?m defende um interesse individual e sim o coletivo?. Alertou que as centrais tamb?m est?o empenhadas em ?buscar uma solu??o para a situa??o dos aposentados?. V?rios parlamentares prestigiaram o evento, entre eles o senador In?cio Arruda e os deputados Vicentinho, Rodrigo Rolemberg, Dagoberto, Brizola Neto e Arnaldo Faria de S?.

    Fechando a programa??o, o presidente da C?mara dos Deputados, Michel Temer recebeu os presidentes das Centrais, que entregaram ao parlamentar um documento com as reivindica??es dos trabalhadores. Os l?deres sindicais estiveram tamb?m com o presidente do Senado, Jos? Sarney e com o Ministro do Trabalho, Carlos Lupi, que tamb?m receberam as reivindica??es dos trabalhadores. O diretor de assuntos parlamentares da Nova Central e presidente da Federa??o dos Vigilantes do Rio, Fernando Bandeira, esteve presente somando for?as com as lideran?as das centrais.

07/12/2009 - Lupi agora ? comerci?rio honor?rio do Rio de Janeiro

    O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, agora ? comerci?rio honor?rio do Rio de Janeiro. Recebeu o t?tulo durante visita ao Sindicato dos Comerci?rios, nosso vizinho da Rua Andr? Cavalcanti, na segunda-feira, dia 7.

     O presidente do sindicato, Otto Matta Roma, aproveitou a grande presen?a da categoria para uma assembl?ia geral extraordin?ria que concedeu o t?tulo de comerci?rio honor?rio ao ministro do Trabalho.

- O estatuto prev? que qualquer pessoa de boa ?ndole pode ser membro honor?rio dos comerci?rios ? disse orgulhoso o presidente do sindicato, Otto Matta Roma, ? plen?ria que aprovou por unanimidade o novo t?tulo de Lupi.

   Segundo o ministro do Trabalho, a previs?o de vagas para 2010 ? de 2 milh?es de empregos. ?Uma vis?o otimista em decorr?ncia do crescimento do PIB?, finalizou o ministro Carlos Lupi.

07/12/2009 - Trabalhadores come?am a receber a cesta de Natal

    O Sindicato iniciou nesta segunda-feira, dia 7/12, a distribui??o das cestas natalinas para os vigilantes associados que se inscreveram para receber o benef?cio at? o dia 5 de dezembro. Durante todo o m?s de novembro, recebemos inscri??es para as cestas e a Festa de Natal da fam?lia vigilante que ser? realizada nos pr?ximos dias 12 e 13 de dezembro, no Parque de Divers?es Quarto Centen?rio. Ser?o entregues cerca de 5 mil cestas de Natal, contendo mais de 20 itens, entre eles, panetone, vinho, castanhas, passas, cidra, massa para bolo e etc.

     Na festa do parque, em Marechal Hermes, haver? assembl?ia nos dois dias (s?bado e domingo), antes dos sorteios de pr?mios, com o objetivo de discutir a pauta da Campanha Salarial 2010. Este ano teve 9% de reajuste e 9,8% no t?quete-refei??o. Precisamos avan?ar e ampliar as conquistas, como o pagamento dos 30% de risco de vida, projeto da senadora Serys (PT/MT), j? aprovado no Senado, mas que precisa do aval da C?mara dos Deputados para ser enviado ? san??o presidencial.

04/12/2009 - Segundo Dieese sal?rio m?nimo seria de R$ 2.065,47

    Se o sal?rio m?nimo hoje de R$ 465 fosse reajustado de acordo com os crit?rios previstos na Constitui??o Federal seu valor atual seria de R$ 2.065,47, equivalente a 4,4 vezes superior ao atual. Por outro lado, o presidente Lula j? anuncia para 2010 um m?nimo de R$ 505,90 - 1/4 a menos do que o previsto na carta magna.

     A proje??o ? do Departamento Intersindical de Estat?stica e Estudos Socioecon?micos ? Dieese ? calculada de acordo com a cesta b?sica mais cara.

    O par?grafo IV do artigo 7? da Constitui??o brasileira estabelece que o sal?rio m?nimo deve ser ?fixado em lei, nacionalmente unificado e capaz de atender ?s necessidades vitais b?sicas do trabalhador e de sua fam?lia, com moradia, alimenta??o, educa??o, sa?de, lazer, vestu?rio, higiene, transporte e previd?ncia social, com reajustes peri?dicos que lhe preservem o poder aquisitivo?. ? com base nessas necessidades que o Dieese calcula o valor do sal?rio m?nimo necess?rio.

    Para o presidente do Sindicato, Fernando Bandeira, a perda salarial imposta aos trabalhadores desde o golpe de 64 nunca foi recuperada com a atual pol?tica econ?mica.

30/11/2009 - Ministro do Trabalho e prefeito do Rio assumem compromisso com vigilantes

Para Eduardo Paes empres?rio que n?o respeita o trabalhador ? um ?delinq?ente?

 

?Se eu n?o resolver isso hoje podem me chamar de MARIA?, com esta frase o Ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi (PDT), se dirigiu hoje (30/11) pela manh? aos vigilantes do Rio que fizeram uma manifesta??o em frente ao Pal?cio da Cidade.

     Na ocasi?o foi assinado um acordo, entre a prefeitura do Rio e o Governo Federal, que beneficiar? jovens que recebem o benef?cio do Bolsa Fam?lia. Os vigilantes denunciavam v?rias quest?es que ferem a CLT. Segundo o presidente do SindvigRio Fernando Bandeira, ?regime de escravid?o? ? a situa??o de muitos vigilantes que n?o recebem o sal?rio, nem benef?cios como o vale-transporte e vale-refei??o.

     Empresas que prestam servi?os ao munic?pio como a Seven, Arca da Alian?a, Forte Maca? e Uni?o Forte n?o t?m respeitado os direitos dos vigilantes. Bandeira entregou um dossi? com todas as irregularidades, ao ministro do Trabalho e ao prefeito do Rio, exigindo uma posi??o. ? bom lembrar que eles s?o os gestores destes contratos. As den?ncias contidas no dossi? foram levantadas pelos diretores do Sindicato nos postos de trabalho. O documento relata irregularidades praticadas por empresas de seguran?a que prestam servi?os para a Prefeitura. Muitas autoridades estiveram no evento, entre elas, o superintendente regional do Trabalho Jos? Bonif?cio, o secret?rio municipal de Trabalho Augusto Ribeiro, o deputado federal Brizola Neto (PDT), o vereador Leonel Brizola (PDT) e o coordenador especial de articula??o pol?tica da prefeitura Sami Jorge. Contamos com todos nessa luta pelos direitos dos vigilantes!

 

Veja tamb?m: Eduardo Paes chama de ?delinquentes? empres?rios que n?o respeitam direitos dos Vigilantes



19/11/2009 - Abertas inscri??es para a cesta de natal dos vigilantes

    O Sindicato dos Vigilantes do Rio abriu inscri??es para o recebimento das cestas de Natal que todos os anos s?o entregues aos trabalhadores que se inscreveram para receber o benef?cio. Em 2008, foram entregues cerca de 5 mil. As inscri??es podem ser feitas at? o dia 5 de dezembro levando a carteira de associado e o ?ltimo contracheque na sede da rua Andr? Cavalcanti n? 126, no Centro, ou na subsede de Campo Grande ? rua Albertina n? 70, pr?ximo da esta??o ferrovi?ria. O atendimento ? feito de segunda a sexta-feira, das 8h ?s 18h, e aos s?bados, das 8h ?s 13h.

     Quem se inscrever para receber a cesta, automaticamente estar? inscrito para a festa natalina da categoria nos dias 12 e 13 de dezembro. O Sindicato aproveitar? a data festiva para realizar duas assembl?ias com os vigilantes e discutir a pauta reivindicat?ria para a negocia??o coletiva de 2010.

    Ano passado, mais de tr?s mil pessoas compareceram a festa de Natal num parque de divers?es da Zona Oeste. Tamb?m foram sorteados 44 brindes.

     Este ano haver? sorteios de bicicletas e eletrodom?sticos. O Sindicato fornecer? lanche, sorvete e ?gua mineral aos trabalhadores e seus dependentes.

29/10/2009 - II Marcha dos vigilantes em bras?lia pelos 30% de risco de vida

      Dois mil vigilantes de todo Brasil participaram em Bras?lia nos dias 20 e 21 de outubro da segunda marcha dos vigilantes pelos 30% de risco de vida. Pedem a aprova??o do PL 4436, da Senadora Serys Slhessarenko, a aprova??o da aposentadoria especial para os vigilantes (25 anos de contribui??o, perdida com a reforma da previd?ncia em 1995) e a regulamenta??o dos servi?os terceirizados.

     A passeata com cerca de 2 mil vigilantes foi da esplanada dos minist?rios at? o Congresso Nacional, onde houve ato p?blico com pronunciamento de dezenas de lideran?as sindicais, de parlamentares e dirigentes partid?rios favor?veis ? pauta da categoria. Os vigilantes do Rio de Janeiro foram representados pela Federa??o dos Vigilantes do Estado do Rio, com os sindicatos dos munic?pios do Rio, Belford Roxo, Maca?, Campos, Nova Igua?u, Volta Redonda, Mesquita, Nil?polis, S?o Gon?alo, Nova Friburgo, al?m dos Sindicatos dos Vigilantes de Carro Forte de Belford Roxo e Regi?es do Estado e o Sindicato dos Condutores de Carro Forte do Munic?pio do Rio.

     O 1? Vice-Presidente da C?mara, deputado Marcos Maia (PT/RS) com o deputado Eduardo Valverde (PT/RO), receberam em audi?ncia, comiss?o formada pela Confedera??o e Federa??es de diversos estados que solicitou a desapensa??o do PL 4436/08, que est? na Comiss?o da Seguran?a Privada, presidida pelo Deputado Filipe Pereira (RJ), para seja aprovado com rapidez. O parlamentar assumiu o compromisso de colaborar com a luta dos vigilantes, principalmente pelo fato de seu pai ter sido vigilante, tendo ele pr?prio vivenciado as dificuldades dos trabalhadores do setor.

    No audit?rio Petr?nio Portela do Senado foi realizado ? tarde ato p?blico com a presen?a de v?rios parlamentares que ap?iam o projeto de lei dos 30% de risco de vida para os vigilantes, entre eles a Senadora Serys muito aplaudida, tendo assumido publicamente o compromisso de trabalhar pela aprova??o do projeto. A Deputada Vanessa Grazziottin, autora do PL/1033 que inclui na CLT, no artigo do adicional de periculosidade, profiss?es que impliquem risco de roubos ou viol?ncia f?sica, beneficiando os vigilantes, tamb?m participou do ato. Presentes ainda os deputados Paulo Rocha, Eduardo Valverde e Paulo Pimenta al?m do Senador Jos? Sarney, presidente da Casa.

    Fernando Bandeira, presidente da Federa??o dos Vigilantes, ressaltou a import?ncia dos esfor?os se concentrarem na aprova??o do PL 4436, que garante o adicional de periculosidade a toda categoria, atrav?s de pequena altera??o na lei 7102, n?o exigindo per?cia ou qualquer regulamenta??o por parte do Minist?rio do Trabalho, como acontece hoje com o Adicional de Insalubridade.

     No dia seguinte (22 de outubro), a delega??o do Rio reuniu-se com o Deputado Filipe Pereira, presidente da Comiss?o de Seguran?a Privada, pedindo agilidade na aprova??o do PL 4436, que est? preso (apensado) a outros projetos que tramitam na C?mara, o que adia sua aprecia??o pelas demais comiss?es de trabalho da Casa. Solicitou que o parlamentar aprecie o projeto com aten??o e rapidez. S?rgio Luiz, diretor da Federa??o dos Vigilantes e presidente do Sindicato de Carro Forte de Belford Roxo e regi?es do Estado do RJ ressaltou que objetivo da categoria ? conseguir sua aprova??o ainda este ano, alertando para o perigo das elei??es interferirem na tramita??o do projeto.

22/10/2009 - Audi?ncia p?blica na alerj debate incidentes na supervia

     No dia 14 de outubro a Comiss?o de Trabalho da Assembl?ia Legislativa do Rio, presidida pelo deputado Paulo Ramos (PDT), realizou Audi?ncia P?blica para debater os incidentes ocorridos no sistema ferrovi?rio do Rio. O parlamentar convidou os v?rios setores envolvidos diretamente, ou seja, as representa??es dos trabalhadores do transporte ferrovi?rio, do transporte alternativo, a Secretaria dos Transportes, Ag?ncia Reguladora de Transportes e a Seguran?a P?blica. Os representantes dos trabalhadores ferrovi?rios e do transporte alternativo externaram ao secret?rio J?lio Lopes sua indigna??o por suas declara??es atribuindo os incidentes ? a??o de ?v?ndalos respons?veis por atos de terrorismo?.

    O Sindicato dos Vigilantes participou do evento atrav?s de seu presidente e vice-presidente, respectivamente, Fernando Bandeira e Amilton Braz. Bandeira denunciou a SuperVia por contratar servi?o de vigil?ncia inadequado, burlando direitos trabalhistas, j? que os profissionais que atuam no setor n?o t?m o treinamento e a forma??o exigidos para o desempenho das fun??es. Em raz?o do despreparo, em abril desse ano, controladores de acesso (nome usado pela empresa para substituir vigilantes), usaram de viol?ncia para com os usu?rios da rede, chegando a chicote?-los em epis?dio relatado por todos os jornais.

    J?lio Lopes convidou os parlamentares Paulo Ramos e Gilberto Palmares (PT), tamb?m presente ? audi?ncia, para visita ao centro de manuten??o dos trens da Supervia, o que foi agendado para 6? feira, dia 16/10.Tamb?m foi marcada nova Audi?ncia P?blica conjunta na Alerj, entre Comiss?o de Trabalho e de Transportes, envolvendo Minist?rio P?blico do Trabalho, Supervia e demais setores, na 5? feira, dia 29, ?s 13:30 horas, na sala 316.

21/09/2009 - Sem pagamento vigilantes abandonam Samb?dromo

Mais um calote da Forte Maca?

    Cerca de 70 vigilantes do Samb?dromo abandonaram os seus postos durante o dia de hoje por falta de pagamento. H? 4 meses que a empresa Forte Maca? n?o deposita os sal?rios dos trabalhadores, bem como o t?quete refei??o e o vale transporte, atrasados desde fevereiro deste ano. No Carnaval de 2009 os vigilantes amea?aram largar a Passarela do Samba por falta de pagamento. O Sindicato intercedeu e os sal?rios foram regularizados. No entanto, a empresa de vigil?ncia deixou de efetuar o pagamento dos demais benef?cios. Os trabalhadores se queixam que o dep?sito do FGTS e o recolhimento para o INSS n?o s?o feitos regularmente, acrescentando que s?o demitidos sem receber as verbas indenizat?rias, se reclamarem.

     O Sindicato tem in?meras a??es na Justi?a do Trabalho para reaver os direitos dos vigilantes da Forte Maca?, que sempre ganha licita??es nos ?rg?os p?blicos, apesar de n?o cumprir com suas obriga??es trabalhistas. Em protesto, os vigilantes far?o manifesta??o durante o show do cantor Zeca Pagodinho no Samb?dromo, no pr?ximo s?bado.

    A empresa j? foi denunciada pelo Sindicato ? Superintend?ncia Regional do Trabalho, ao Minist?rio P?blico do Trabalho e at? a Comiss?o de Direitos Humanos do Senado Federal.

21/09/2009 - Guardas municipais com poder de policia

    Por 45 votos a zero foi aprovado no dia 17 de setembro, na C?mara Municipal, em segunda vota??o, o projeto de lei da prefeitura que torna os guardas municipais servidores p?blicos. A partir da san??o do prefeito ao projeto, o que ocorrer? no prazo de 15 dias, ter?o poder de pol?cia administrativa.

    A vota??o foi precedida de intensa negocia??o entre os vereadores ? que apresentaram 10 emendas ao projeto ? e o representante do Prefeito, Rodrigo Bethlem, Secret?rio da Ordem P?blica. Como resultado, das dez emendas apresentadas, oito foram retiradas pelos vereadores e uma aceita pelo governo ? a que retirava o artigo que punia os guardas suspensos por quest?es burocr?ticas ou administrativas. O projeto cria um plano de cargos e sal?rios para a categoria, com promo??es por merecimento e tempo de servi?o, com sal?rio inicial de R$567, 22, ficando ainda estabelecido em 10 mil o n?mero de funcion?rios da nova autarquia que hoje disp?e de um efetivo de cerca de 5.500 agentes.

    Fernando Bandeira saudou a aprova??o do projeto, pois sempre defendeu a mudan?a de regime da Guarda Municipal. J? em 1985, no exerc?cio do primeiro mandato de deputado estadual, conseguiu aprovar a Emenda Constitucional que garantia aos munic?pios com mais de 200 mil habitantes organizar sua pr?pria Guarda. Na Assembl?ia Constituinte de 1989 manteve a Emenda Constitucional da Guarda Municipal no par?grafo 1? do artigo 183 da Constitui??o Estadual. C?sar Maia, no entanto, organizou a Guarda de maneira diferente do previsto pela Emenda Constitucional, criando empresa de direito privado, e n?o uma institui??o p?blica, com servidores concursados e estatut?rios.

11/09/2009 - Sem pagamento vigilantes protestaram no gale?o fechando pista do desembarque dom?stico

    Cerca de 100 vigilantes do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, que ainda n?o receberam o m?s de agosto, cruzaram os bra?os hoje entre 9h e 12h contra a empresa Forte Maca? que atrasa constantemente o pagamento dos sal?rios dos trabalhadores. Os vigilantes protestaram fechando parte da pista do embarque dom?stico 2 quando houve um confronto com a Pol?cia Militar, logo contornado. Os trabalhadores distribu?ram panfletos aos passageiros que chegavam de outros estados e at? do exterior.

    A empresa ? que tamb?m costuma atrasar os sal?rios dos vigilantes do samb?dromo ? j? foi denunciada pelo Sindicato a Infraero, ao Minist?rio P?blico do Trabalho, e at? ? Comiss?o de Direitos Humanos do Senado, em Bras?lia, pelas constantes reclama??es recebidas dos vigilantes. Entre elas, demite sem pagar a rescis?o contratual mandando o vigilante buscar os seus direitos na Justi?a, al?m de pagar o t?quete refei??o e o vale transporte com valores abaixo do acordado com o sindicato patronal.

    O Sindicato dos Vigilantes do Rio pediu uma reuni?o emergencial com o superintendente regional da Infraero, mas at? o fim da tarde a empresa n?o havia se pronunciado.

     Segundo o presidente do Sindicato, Fernando Bandeira, o contrato da atual empresa com o aeroporto internacional termina nos pr?ximos dias, e no seu lugar, assume curiosamente a empresa Terevig, de Teres?polis, que pertence ao mesmo grupo empresarial da Forte Maca?.

18/08/2009 - Trabalhadores querem redu??o da jornada com mais vagas

     O Brasil inteiro foi ?s ruas dia 14 de agosto pela ?redu??o da jornada de trabalho sem redu??o dos sal?rios?, ?em defesa dos direitos sociais? e ?n?o ?s demiss?es?, como forma de garantir os empregos existentes e ampliar mais vagas no mercado de trabalho. A convoca??o foi das centrais sindicais. No Rio, a Nova Central Sindical participou ativamente de uma passeata com a presen?a de diversos sindicatos filiados. Entre eles, v?rios dirigentes da Federa??o e do Sindicato dos Vigilantes do Rio.

     No manifesto distribu?do ? popula??o os organizadores dizem que o povo n?o ? culpado pela crise. Cabe ao governo federal ? que injetou bilh?es na economia para salvar os bancos, as empresas de eletrodom?sticos (linha branca), as montadoras de autom?veis ? garantir empregos para a classe trabalhadora como contrapartida ? ajuda concedida.

    A caminhada aconteceu entre a P? da Candel?ria e o edif?cio sede da Petrobr?s, na Av. Chile, onde os trabalhadores enceraram a manifesta??o, defendendo a estatal e as riquezas do pr?-sal que s?o do povo brasileiro e n?o das multinacionais de olho em nosso petr?leo.

05/08/2009 - Federa??o defende confedera??o unit?ria e fiscaliza??o ?rdua nas licita??es p?blicas

    A Federa??o dos Vigilantes do Estado do Rio de Janeiro esteve reunida no dia 28/07, com a finalidade principal de presta??o de contas dos anos de 2007 e 2008, onde foi minuciosamente discriminado os gastos e rendimentos do Sindvig Rio. Sendo constatado a aus?ncia de d?bitos e um equil?brio financeiro. Estiveram presentes os sindicatos de Volta Redonda, Nova Igua?u, Mesquita, Maca?, Campos, Nova Friburgo, Nil?polis e Rio.

    Foi discutido o andamento na forma??o de uma confedera??o unit?ria em Bras?lia na luta dos 30% do risco de vida para os vigilantes, j? aprovado pelo Senado e agora tramitando na C?mara dos Deputados, em Bras?lia.

    Os sindicalistas ressaltaram tamb?m o enfrentamento com as empresas que n?o cumprem com os direitos trabalhistas, da fiscaliza??o ?rdua nas licita??es p?blicas para que aquelas que n?o estiverem em dia com suas obriga??es, n?o saiam vitoriosas do processo licitat?rio. Outro assunto enfocado foi a possibilidade de estender a validade da reciclagem e forma??o, beneficiando assim a categoria.

    O presidente do sindicato, Fernando Bandeira enfatizou:

    ?Existe uma acomoda??o muito grande por parte dos companheiros e quanto mais desorganizados formos mais escravos seremos!?

22/07/2009 - Sindicalistas do Rio tomam posse na nova central sindical

    No dia 30 de junho, a Nova Central Sindical de Trabalhadores ? NCST, deu posse ? nova diretoria eleita (2009-2013).A solenidade foi na sede da Confedera??o Nacional dos Trabalhadores na Industria ? CNTI, em Bras?lia/DF, e contou com a presen?a de dirigentes sindicais e autoridades de todo o pa?s.

    Bandeira, presidente do Sindicato, foi reeleito diretor nacional de Assuntos Parlamentares e Organiza??o Pol?tica; suplente: Maria Helena dos Santos, do Sindicato dos Empregados de Agentes Aut?nomos do Com?rcio; S?rgio Luiz da Silva, da federa??o do Rio, para a Secretaria Nacional do Plano dos Trabalhadores em Empresas de Vigil?ncia; suplente: Maria Goretti

    Jos? Calixto Ramos, presidente reeleito, falou sobre a expectativa da nova diretoria. ?Temos muito trabalho daqui para frente, mas a nossa disposi??o supera qualquer adversidade, pois estamos focados em resultados?, disse Calixto.

22/07/2009 - F?rum ?fgts 42 anos? prop?e mudan?as no fundo

     Com o objetivo de esclarecer os trabalhadores sobre as perdas do Fundo de Garantia por Tempo de Servi?o - FGTS, melhorar seus rendimentos, foi realizado no dia 13 de julho, das 9 ?s 17 horas, no audit?rio da Associa??o Comercial do Rio de Janeiro o F?rum ?FGTS 42 anos ? Justi?a para o Trabalhador?, com a participa??o de cinco centrais sindicais (NCST, UGT, CUT, CTB e CONLUTAS). Pelo Sindicato e Federa??o dos Vigilantes compareceram os companheiros Fernando Bandeira, S?rgio Luiz, Oeliton, Maria Goretti, Sebasti?o Neto, Marino Novato, S?nia, Carlos Collor, Ubirajara, Humberto Reis, Humberto Rocha, Ant?nio Carlos e Maria Helena.

Os vigilantes prestigiaram o F?rum

     Segundo M?rio Avelino, presidente do Instituto FGTS F?cil, idealizador do F?rum, dados de 2008 mostram que o ativo total do FGTS ? de cerca de R$ 217 bilh?es. Destes, R$ 172,8 bilh?es s?o dep?sitos vinculados, R$ 90 bilh?es investidos em letras do tesouro, restando como patrim?nio l?quido R$ 27,9 bilh?es. O ?ndice que atualiza o saldo das contas do FGTS ? a TR (taxa referencial) que rende 3% ao m?s, considerado pelo Instituto inadequada, principalmente devido ao redutor aplicado pelo governo a partir de 2002, gerando perdas de cerca de R$52 bilh?es.

Bandeira (C) ao lado do presidente da NCST/RJ

     Visando acabar com essas perdas foi elaborado o Projeto de Lei n? 4.566/2008 da Comiss?o de Legisla??o Participativa da C?mara dos Deputados, de autoria da iniciativa popular do Instituto FGTS F?cil e da UGT, que prev?: mudan?a da TR para o IPCA do IBGE; repasse para os trabalhadores de 30% do lucro l?quido obtido com o FGTS nos financiamentos da casa pr?pria e de obras de infra-estrutura e saneamento b?sico; repasse para o trabalhador prejudicado quando a empresa recolher o FGTS em atraso, de 50% da multa mais juros e corre??o monet?ria; que o trabalhador possa aplicar at? 5% de seu FGTS em a??es de livre escolha no mercado; diminui??o de tr?s para um ano, o prazo para sacar o FGTS em conta inativa.

     Al?m dessas mudan?as o Instituto sugere que sejam adicionados ao projeto: redu??o de 30 para 2 anos o prazo para recolhimento de um m?s do FGTS em atraso; redu??o de 70 para 60 anos o limite de idade para o trabalhador sacar a qualquer momento seu FGTS; aumento de mais um representante dos Trabalhadores e dos Empres?rios no Conselho curador do Fundo.

     O Projeto est? na Comiss?o de Trabalho da C?mara dos Deputados, com parecer favor?vel do relator deputado Roberto Santiago (PV/SP). Entretanto, o deputado Paulo Rocha (PT/PA) pediu vista, sendo o projeto ?engavetado?. O objetivo do F?rum ? estudar a??es para pedir agilidade na sua tramita??o.

Ficou decidido que as centrais aprofundar?o em suas bases os estudos das mudan?as propostas, para em nova reuni?o, ter posi??es mais abalizadas sobre o tema.

 Jos? Calixto defende mudan?as que eliminem perdas

     Jos? Calixto, presidente da Nova Central Sindical dos Trabalhadores-NCST prop?e que os sindicatos, federa??es e confedera??es sejam envolvidos no processo, sugerindo que as assinaturas de apoio ao PL obede?am ao mesmo procedimento feito em rela??o ? redu??o da jornada de trabalho.



Exibindo 1293 a 1309 de 1432< 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 >