• Você está em: 
  • Home
  • Notcias

26/04/2019 - ASSISTÊNCIA MÉDICA CMD UM DIREITO DE TODOS OS VIGILANTES DO MUNICÍPIO DO RJ

A partir de agora todo Vigilante do município do Rio de Janeiro tem direito a assistência médica CMD, sem custo adicional.

Venham pegar sua carteirinha!


25/04/2019 - ESCLARECIMENTO SOBRE TERMO DE QUITAÇÃO ANUAL

O SINDVIG - RIO vem esclarecer sobre a postagem que viralizou na internet , que tem confundido a cabeça da categoria.

Uma postagem feita pelo escritório de Advocacia Torezan & Advogados Associados, que possui endereço sede em São Paulo - conforme verificado em seu site - postou que algum Sindicato está querendo colocar na próxima Convenção Coletiva uma cláusula de quitação anual do contrato de trabalho.

Essa posição do escritório Torezan não especifica qual Sindicato vai realizar tal ato, o que gera terror e dúvidas entre os trabalhadores, o que poderia ser evitado com um mínimo de cuidado por parte de quem escreve esses textos genéricos. Afinal, tais fatos não estão ocorrendo no Rio de Janeiro, ao menos nenhum trabalhador apresentou nenhuma denúncia parecida com essa.

É importante ainda esclarecer que o  suposto TERMO DE QUITAÇÃO ANUAL DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS foi inventada pela REFORMA TRABALHISTA e está previsto no art. 507-B da CLT. Aqui no Estado do Rio de Janeiro nossa Convenção Coletiva protege o Vigilante, impedindo que a Reforma Trabalhista promova mais estragos nos Direito dos trabalhadores.

Por fim, pedimos aos Vigilantes do Município do Rio de Janeiro que fiquem tranqüilos a respeito desse assunto e que nossa Diretoria e nosso Departamento Jurídico está à disposição para tratar de qualquer acontecimento que possa gerar prejuízos aos seus Direitos.


18/04/2019 - A REFORMA DA PREVIDÊNCIA É O FIM DO PACTO SOCIAL FORMALIZADO NA CONSTITUIÇÃO DE 1988

Quem vai pagar essa conta não são os privilegiados, quem vai pagar essa conta são os pobres e a classe média. Os multimilionários continuarão em um paraíso fiscal chamado Brasil.


18/04/2019 - INFORME FERIADO DE SÃO JORGE

18/04/2019 - CARTEIRAS E GUIA MÉDICO CMD

17/04/2019 - REALIZADA COMISSÃO PARITÁRIA COM A EMPRESA MASTER SEGURANÇA

O Sindicato dos Vigilantes do Município do Rio de Janeiro realizou nova Comissão Paritária com SINDESP, sendo convocada a Empresa de Escolta Armada Master, para cobrar irregularidades denunciadas pelos Vigilantes de Escolta da Empresa.

Diretoria e advogada do Sindvigrio reunidos com empresa Master no Sindesp

-  O ticket de dobra não vem sendo pago de acordo com o que diz a convenção coletiva de trabalho, a partir das 12 horas de trabalho;

-  A Empresa não oferece café da manhã para os Vigilantes da Escolta Armada, garantido em Convenção Coletiva desde março de 2018;

- A Empresa realiza compensação de jornada de trabalho para não pagar horas extras, não respeitando as escalas de trabalho;

- A Empresa não realiza o pagamento correto das horas extras; Foi tratado do pagamento das horas extras que não são realizadas integralmente em contracheque.

Na reunião que contou com a presença do Diretores do Sindicato dos Vigilantes do Rio e do Delegado Sindical Agnaldo Francisco, empregado da Empresa, que relataram e confrontaram os argumentos do representante da Empresa.

O representante da Empresa vai através da Diretoria apresentar os documentos necessário e comprometeu-se em fornecer o café da manhã e ainda pagar o retroativo de março/2019, quando se estipulou o valor de R$ 5,00.

Comprometeu-se em respeitar as folgas da escala 12X36. Quanto ao tíquete refeição de dobra, o representante da empresa afirmou que está sendo pago corretamente há quatro meses.

A Diretoria do Sindicato dos Vigilantes continuará cobrando e acompanhando a reclamação principal que é a apuração das horas extras e o seu devido pagamento.

10/04/2019 - VIGILANTES DOS CORREIOS:SINDICATO PEDE RETENÇÃO DE FATURA E COMISSÃO PARITÁRIA

VIGILANTES DE ESCOLTA DEMITIDOS DOS CORREIOS: SINDICATO PEDE RETENÇÃO DE FATURA

O SINDVIG-RIO protocolou pedido de retenção de fatura nos CORREIOS para garantia de pagamento das verbas rescisórias dos Vigilantes demitidos em Março e Abril pela Empresa ESQUADRA Transporte de Valores e Segurança. Em vista da Empresa não ter pago as verbas rescisórias de quatro Vigilantes de Escolta no mês de março, o Sindicato está tomando providências para a devida quitação destes Empregados e dos que estão cumprindo aviso prévio neste momento.

 ESQUADRA E CORREIOS SÃO CONVOCADOS PARA COMISSÃO PARITÁRIA

O SINDVIG-RIO acionou as Empresas Esquadra e Correios para Comissão Paritária, conforme Cláusula Sexagésima Quinta da Convenção Coletiva de Trabalho, para tratar das demissões ocorridas em março e abril e ainda responsabilizar os Correios pelo descumprimento das Cláusulas da CCT que tratam do pagamento das horas extras, intervalo intrajornada, e do tíquete de dobra. 

Os Diretores do SINDICATO Leandro Sirqueira (acima) e Ronaldo Félix (abaixo) protocolaram ofícios nos Correios e na empresa Esquadra 






05/04/2019 - BANCO MUNDIAL ALERTA PARA AUMENTO DA POBREZA NO BRASIL

G1 - Por Deutsche Welle

05/04/2019 07h55  Atualizado há 8 horas

Segundo a instituição, número de pessoas que vivem na pobreza subiu 7,3 milhões desde 2014, atingindo 21% da população, ou 43,5 milhões de brasileiros.

Um relatório do Banco Mundial divulgado nesta quinta-feira (04) afirma que a pobreza aumentou no Brasil entre 2014 e 2017, atingindo 21% da população (43,5 milhões de pessoas).

O documento intitulado Efeitos dos ciclos econômicos nos indicadores sociais da América Latina: quando os sonhos encontram a realidade, demonstra que o aumento da pobreza nesse período foi de 3%, ou seja, um número adicional de 7,3 milhões de brasileiros passou a viver com até US$ 5,50 por dia.


No ano de 2014, o total de brasileiros que viviam na pobreza era de 36,2 milhões (17,9%). O quadro negativo teve início com a forte recessão que o país atravessou a partir do segundo semestre daquele ano, que durou até o fim de 2016.

O Banco Mundial avalia que o fraco crescimento da América Latina e Caribe, especialmente na América do Sul, afetou os indicadores sociais no Brasil, país que possui um terço da população de toda a região.

Mesmo assim, o Banco Mundial manteve as previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, com altas de 2,2% em 2019 e 2,5% em 2020. As projeções são melhores do que as de outros países, como o México (1,7%), mas ficam abaixo de nações como a Colômbia (3,3%). Os países com previsão de queda no PIB são a Argentina (- 1,3%) e a Venezuela (-25%).

Para a região da América Latina e Caribe, o crescimento deve ser menor do que o do Brasil. As estimativas iniciais eram de 1,7%, mas, no mais recente relatório, elas despencaram para 0,9%, puxadas pelo péssimo desempenho da Venezuela. O crescimento da América do Sul também deverá sentir os efeitos da crise venezuelana, ficando em apenas 0,4%.

O relatório destaca as incertezas quanto à reforma da Previdência, afirmando que sua aprovação "depende da formação de coalizões", uma vez que o partido governista não tem maioria no Congresso. A instituição elogia o Brasil por buscar um programa "ambicioso" de reformas, mas afirma que o país é o caso mais preocupante na região depois da Venezuela.

O Brasil deverá ter um déficit fiscal de 6,9% do PIB em 2019 e um déficit primário de 1,2% do PIB. A dívida pública deve corresponder a 80% do PIB.

"As perspectivas de crescimento para este ano não mostram uma melhora substancial em relação a 2018, como consequência do crescimento débil ou negativo nas três maiores economias da região – Brasil, México e Argentina – e do colapso total na Venezuela", afirma o relatório. Se excluídos os números venezuelanos, o PIB da América do Sul teria alta de 1,8% em 2019.

O relatório afirma que os programas sociais podem ser os mais eficazes amortecedores dos choques econômicos. Segundo o economista-chefe do Banco Mundial para a América Latina e Caribe, Carlos Végh, essas iniciativas são comuns em países desenvolvidos, mas não nessa região.

"A região deve desenvolver, além dos programas estruturais existentes, ferramentas de rede de segurança social que possam apoiar os pobres e os mais vulneráveis durante o ciclo de baixa nos negócios", afirma o relatório.

O Banco Mundial afirma que a América latina e Caribe é a região com os indicadores mais voláteis em todo o mundo por ser exposta a fatores externos (como preços das commodities e liquidez internacional) e instabilidades institucionais e políticas.

O Banco Mundial analisou três indicadores: taxa de desemprego, pobreza e necessidades básicas insatisfeitas (habitação, educação e saneamento).

 

04/04/2019 - REUNIÃO ENTRE SINDICATO DOS VIGILANTES E EMPRESA PROTAQUE

O Sindicato dos Vigilantes do Rio de Janeiro esteve presente em reunião com o representante da empresa Protaque para cobrar as práticas realizadas pela empresa, que vão contra a Convenção Coletiva de Trabalho.

O responsável pela empresa se comprometeu a solucionar os problemas em 10 dias. O Sindicato permanece na luta cobrando e fiscalizando para que o trabalhador não seja lesado.

 Comissão Paritária entre diretoria do Sindvigrio e empresa Protaque, no Sindesp

03/04/2019 - NOTICIAS FALSAS SE ESPALHAM VERIFIQUE ANTES DE COMPARTILHAR

FAKE NEWS! Correntes de Whatsapp estão afirmando que para ter acesso à Assistência Médica conquistada pelo SINDVIG Rio precisa se associar ao Sindicato. 

FAKE NEWS! Correntes de Whatsapp estão afirmando que para ter acesso à Assistência Médica conquistada pelo SINDVIG Rio precisa se associar ao Sindicato.

MENTIRA! A Assistência Médica é Direito garantido em Convenção Coletiva  e é para TODOS!


01/04/2019 - VIGILANTES DA ANGELS - AUDIÊNCIA NO MPT



29/03/2019 - PROTESTO DOS VIGILANTES DA EMPRESA SEG MASTER

Vigilantes protestaram na terça feira (26/03), na porta da empresa, por melhores condições de trabalho, pagamento, armamento e munição, além do café da manhã que a empresa não está fornecendo. O VIGILANTE UNIDO É FORTE!



27/03/2019 - GOVERNO AFIRMOU QUE REFORMA MILITAR POUPARIA 92 BI, MAS NA VERDADE VAI POUPAR APENAS 10 BI

O governo afirmou que a reforma militar pouparia 92 bilhões de reais, mas a economia será de 10,4 bilhões em dez anos.

Para o TRABALHADOR comum: Corte na aposentadoria, aumento de idade mínima e tempo de contribuição, fim da aposentadoria especial, perda do PIS, entre outras.

Tudo isso em favor da REDUÇÃO ORÇAMENTÁRIA defendida pelo Ministro Paulo Guedes.

Para o MILITARES: Aumento no salário, orçamento obrigatório por 10 anos para os militares, além de aumento das pensões.

Reestruturação militar afeta desvinculação de orçamento

Valor Econômico - Por Fábio Graner | De Brasília

Enquanto fala de promover uma desvinculação, desindexação e desobrigação do Orçamento, o ministro Paulo Guedes aceitou um forte aumento na rigidez orçamentária ao longo dos próximos dez anos, por causa da reestruturação das carreiras militares anunciado semana passada.

A proposta cria R$ 86,9 bilhões de despesas ao longo de dez anos que na prática serão consideradas como obrigatórias, ou seja, não poderão ser cortadas de acordo com a conveniência do governo. Uma delas, o adicional de habilitação, que tem o maior impacto, sozinha será maior que os ganhos obtidos pelo governo com a alta de contribuição dos militares para custear as pensões.

Leia a matéria completa no link abaixo

https://www.valor.com.br/brasil/6183447/reestruturacao-militar-afeta-desvinculacao-de-orcamento

 

25/03/2019 - SINDICATO DOS VIGILANTES VAI AS RUAS CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A Reforma da Previdência vem a galope prejudicar os trabalhadores mais pobres e aprofundar ainda mais a desigualdade no Brasil.

O Sindicato dos Vigilantes do Rio de Janeiro é veementemente contra essa Reforma da Previdência.

Foto: Ronaldo Felix

Entendemos que a Reforma deveria ser outra, onde os ricos paguem mais e os pobres menos. Do jeito que está a proposta, o bolso do trabalhador humilde mais uma vez será esvaziado.

Os grandes vitoriosos dessa Reforma serão os bancos privados que passarão a ter lucros ainda maiores administrando o montante gigantesco de dinheiro, que será a previdência dos Brasileiros.

Presidente Vargas, Rio de Janeiro.

Nós como Vigilantes sabemos a força que tem os bancos privados e os lucros astronômicos que essa instituição consegue no Brasil. Quem são as pessoas interessadas em uma Reforma que só beneficia os bancos privados e prejudica o trabalhador?

A proposta prevê duas situações que vão prejudicar diretamente o Vigilante:

1- A aposentadoria especial do Vigilante será alterada para o sistema de pontuação, que estenderá os anos que o Vigilante terá que contribuir, acabando com o sistema de aposentadoria especial, que hoje o trabalhador tem direito.

2- O abono do PIS que o Vigilante tem direito será restrito apenas para quem ganha até um salário mínimo.


Novas manifestações serão marcadas em todo o país, é preciso que a Categoria de Vigilância Privada esteja nas ruas lutando contra a Reforma da Previdência.

E você Vigilante, quando vai entender que essa reforma é contra você?

22/03/2019 - MANIFESTAÇÃO HOJE TODOS CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

21/03/2019 - BLITZ SINDVIGRIO NA EMPRESA PROTAQUE

Veja no vídeo o resultado da BLITZ!


21/03/2019 - O VIGILANTE DA MACOR FERIDO EM OCORRÊNCIA FOI OPERADO E PASSA BEM

Um caminhão foi roubado no Arco Metropolitano, altura de Japeri. Enquanto os criminosos realizavam o tranbordo da carga, Vigilantes de escolta armada da Macor que passavam pelo local foram atacados a tiros, os Vigilantes revidaram a agressão e um dos colegas foi ferido no braço e nas costas. O Vigilante ferido passa bem e não corre risco de morte, o outro Vigilante nada sofreu.

Foto do veículo utilizado pelos Vigilantes após o ataque

O Sindicato esteve no local e prestou toda a assistência aos Vigilantes envolvidos. A empresa está no hospital acompanhando o trabalhador que ficou internado e está dando toda a assistência a família. O outro Vigilante prestou depoimento na delegacia e foi liberado.

O diretor  do Sindvigrio, Leandro  Siqueira, esteve no local do ataque e ficou preocupado com a brutalidade usada pelos marginais, aja visto que a equipe atacada não escoltava nenhuma carga no momento e mesmo assim os bandidos  dispararam várias  vezes contra  os agentes.

Foto do veículo utilizado pelos Vigilantes após o ataque

Diante do fato, o Sindicato  dos Vigilantes  do Município  do Rio de Janeiro junto com o Sindvalores, Federação Estadual dos Vigilantes e a Contrasp, pedem que o congresso Nacional avalie a situação de risco enfrentada pelos Vigilantes no país inteiro e pedimos assim mudanças no armamento JÁ. Pois entendemos que é impossível se defender de bandidos portando fuzis de guerra com revolver calibre .38 e espingarda calibre 12.



Exibindo 69 a 85 de 1432< 1 2 3 4 5 6 7 8 9 >