• Você está em: 
  • Home
  • Notcias

28/11/2018 - FOI DADA A LARGADA DA CAMPANHA SALARIAL 2019

1? REUNI?O COM TODOS OS SINDICATOS DOS VIGILANTES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO


A Federa??o dos Vigilantes do Estado do Rio de Janeiro convida todos os sindicatos filiados  para primeira reuni?o da Campanha Salarial 2019 na pr?xima ter?a feira dia 04 de dezembro ?s 10:00 na sede da Nova Central Sindical de Trabalhadores, Rua ?lvaro Alvim 21/1009.

Vamos iniciar o quanto antes o fechamento da nossa CCT 2019. A Federa??o dos Vigilantes do Estado do Rio j? est? agendando a primeira rodada de negocia??o com setor patronal, SINDESP, para dezembro. A pauta de reivindica??es que ser? entregue ao setor patronal ser? fruto das assembleias que todos os sindicatos j? est?o fazendo em suas bases.

28/11/2018 - NOTA DE REP?DIO DO SINDICATO DOS VIGILANTES

A Diretoria do Sindicato esteve nesta segunda-feira na Catedral da Igreja Universal, na Zona Norte da Rio, para tentar apurar o epis?dio da vendedora ambulante que foi alvejada por tiros de chumbinho ao tentar vender seus produtos na porta da igreja.

 

A Diretoria do Sindicato afirma que conversou com os Vigilantes que atuam no local e pode verificar que os tiros n?o partiram de nenhum dos profissionais que atuam pela Empresa que faz a seguran?a da Igreja. E ainda, que confia na conduta dos profissionais da categoria e que jamais um Vigilante tomaria este tipo de atitude desumana e ilegal contra uma pessoa que tenta sobreviver e sustentar a sua fam?lia com o suor do seu rosto na porta de uma igreja.

Pela apura??o oficiosa do Sindicato, tal iniciativa n?o partiu de nenhum Vigilante, e espera que a Pol?cia Civil elucide esses acontecimentos at? para que a sociedade mantenha a sua confian?a nos profissionais da seguran?a privada que dia-a-dia arriscam as suas vidas para protegerem o patrim?nio e as vidas de terceiros.

27/11/2018 - REUNIAO DIA 29 NA SECR.MIN.SAUDE

Nesta quinta feira, 29, o SINDICATO se reunir? com os gestores do contrato junto com o Secret?rio Municipal de sa?de. Pauta: Empresa Claufran Vigil?ncia Patrimonial.


27/11/2018 - CAMPANHA SALARIAL 2019

Foi realizada na manh? do dia 23 de novembro, na sede do SINDVIG-RIO, a primeira assembleia da campanha salarial 2019. O encontro d? o pontap? inicial nas Assembleias dos Sindicatos filiados ? Federa??o dos Vigilantes. Com as demais Assembleias sendo realizada nos demais munic?pios do Estado, uma pauta unificada ser? constru?da entre os Sindicatos que em mar?o deste ano conseguiram conquistar uma das melhores conven??es dos ?ltimos anos. Al?m de garantir reajuste com ganho real, a ?ltima negocia??o foi capaz de frear v?rios absurdos da Reforma Trabalhista.

 

A Federa??o dos Vigilantes do RJ est? agendando o in?cio das negocia??es com o SINDESP. Para os dirigentes sindicais o objetivo ? conseguir fechar uma nova conven??o antes que a atual perca os seus efeitos em 1? de mar?o de 2019. Infelizmente com a Reforma Trabalhista as negocia??es precisam ser mais r?pidas e eficazes para n?o correr o risco de deixar a categoria sem a prote??o de uma conven??o coletiva.

V?rios assuntos foram discutidos dentre eles um reajuste que reponha a infla??o do per?odo e mais um ganho real de no m?nimo 50% da infla??o, reajuste do t?quete acima da infla??o e adequa??o de outras cl?usulas da conven??o, a exemplo de f?rias, eventos, puni??o, atrasos de t?quete refei??o e vale transporte, ou seja, melhorar a conven??o para coibir os abusos das empresas.

Novas Assembleias ser?o convocadas, categoria esteja atenta!

23/11/2018 - VIT?RIA DOS VIGILANTES DO INCA 1 E DO SINDICATO

O Sindicato dos Vigilantes do Munic?pio do Rio de Janeiro atrav?s de seu departamento jur?dico garantiu mais de 600 mil reais em indeniza??o para os Vigilantes que prestaram servi?o no INCA 1, posto da empresa Centauro.

 

Esse trabalhadores n?o receberam a insalubridade durante anos de servi?o e agora est?o tendo seus direitos garantidos, gra?as a uni?o do trabalhador com o Sindicato! Grande vit?ria! O Vigilante unido ao seu Sindicato ? forte!

19/11/2018 - SINDVIG RIO CONVOCA OS VIGILANTES NO INCA 1 QUE EST?O NA LISTA ABAIXO

Pauta da assembleia: Processo de INSALUBRIDADE.

Apenas os Vigilantes que est?o na lista abaixo devem vir  ? assembleia na sede do Sindicato na rua Andr? Cavalcante 126, nos dias 21 e 22 de novembro ?s 10h.

 

Adilson Barbosa da Silva
Adilson da Silva Ferreira
Adriano Teixeira Conrado
Adilson Correa de Souza
Alberto Fernandes Lopes Gomes
Alessandro Alex de S. Santos
Ana Lucia Caetano Nascimento
Anderson Batista de Barros
Anderson Nascimento Alves
Anderson Tresse
Claudio Antonio Moura Lima
Cleverson de Souza Rodrigues
Cristiano de Souza Costa
Delson de Azevedo Coimbra
Durval Tonini
Edemar dos Santos
Edenival Teixeira de Farias
Eliete David dos Santos
Ezequiel da Silva Costinha
Fabio Carvalho da Paix?o
Gabriela da Silva Viana
Geremias Babosa de Paiva
Gilmar Thomas de Souza
Givanido Lucindo da Silva
Helton Ant?nio Ar?o Correa
Jailson Alexandre Viana
Jeronimo Alves de Araujo
Jordeilson da Silva Remento
Jorge Eduardo de Oliveira
Jorge Luiz de Souza
Jorge Nonato
Jos? Alberto Marinho da Silva
Joseilton Barbosa da Silva
Jos? Roberto dos Santos Dias
Juarez Alves Abraim
Luciano Camargo da Silva Junior
Luciano Coelho Jalles
Luiz Antonio da Silva Macedo
Luiz Carlos da Silva Gonzaga
Luiz Carlos de O. Pinheiro
Luiz Carlos Tertuliano de Oliveira
Maria Cristina Andrade da Silva
Maria In?s Gama de Holanda
Marcio Alves Pereira 
Marco Antonio de R. Soneira
Marco Antonio Nunes dos Santos
Nilton Rog?rio Cyrineu Mafra
Nilvaldo Fernandes da Rocha
Paulo Roberto
Pedro Ribeiro da S. Filho
Roberto Domingues Azenga
Roberto Eugenio A. Meato
Robson Luis da Silva
Ronaldo Louren?o da Silva
Sonia Jael de Andrade Pata
Ubirajara Santos Silva
Valdecir Rosa Costa
Valdeir Martins Barbosa
Venivaldo Lima de Jesus
Vivaldo Cruz da Rocha

 

19/11/2018 - ASSEMBLEIA GERAL NESTA SEXTA FEIRA DIA 23/11

CAMPANHA SALARIAL 2019

CHEGOU A HORA!!!!

ASSEMBLEIA DIA 23/11, SEXTA FEIRA, AS 8H, NA SEDE DO SINDICATO, RUA ANDRE CAVALCANTE 126, BAIRRO DE FATIMA. 

PARTICIPE!!!

19/11/2018 - SINDICATO NA LUTA PARA DENUNCIAR EMPRESA CLAUFRAN ? SECRETARIA MUNICIPAL DE SA?DE

O Sindicato do Municpio do Rio de Janeiro atravs de sua diretoria, mais uma vez une foras para denunciar a empresa Claufran. Teremos uma reunio com a Secretaria Municipal de Sade dia 29 de novembro.

 

Pauta: Unidades de sade sem Vigilantes

14/11/2018 - ATEN??O VIGILANTES DO INCA 1

A Diretoria do SINDVIG RIO convoca os Vigilantes que trabalharam no INCA 1 (Pra?a Cruz Vermelha).

ASSEMBL?IAS - DIAS 21 E 22 DE NOVEMBRO

10 HORAS

Assunto: INSALUBRIDADE

Processo n?. 0000634-53.2010.5.01.0014:

 

Adilson Barbosa da Silva

Adilson da Silva Ferreira

Adriano Teixeira Conrado

Adilson Correa de Souza

Alberto Fernandes Lopes Gomes

Alessandro Alex de S. Santos

Ana Lucia Caetano Nascimento

Anderson Batista de Barros

Anderson Nascimento Alves

Anderson Tresse

Claudio Antonio Moura Lima

Cleverson de Souza Rodrigues

Cristiano de Souza Costa

Delson de Azevedo Coimbra

Durval Tonini

Edemar dos Santos

Edenival Teixeira de Farias

Eliete David dos Santos

Ezequiel da Silva Costinha

Fabio Carvalho da Paix?o

Gabriela da Silva Viana

Geremias Babosa de Paiva

Gilmar Thomas de Souza

Givanido Lucindo da Silva

Helton Ant?nio Ar?o Correa

Jailson Alexandre Viana

Jeronimo Alves de Araujo

Jordeilson da Silva Remento

Jorge Eduardo de Oliveira

Jorge Luiz de Souza

Jorge Nonato

Jo?o Alberto Marinho da Silva

Joseilton Barbosa da Silva

Jo?o Roberto dos Santos Dias

Juarez Alves Abraim

Luciano Camargo da Silva Junior

Luciano Coelho Jalles

Luiz Antonio da Silva Macedo

Luiz Carlos da Silva Gonzaga

Luiz Carlos de O. Pinheiro

Luiz Carlos Tertuliano de Oliveira

Maria Cristina Andrade da Silva

Maria In?s Gama de Holanda

Marcio Alves Pereira

Marco Antonio de R. Soneira

Marco Antonio Nunes dos Santos

Nilton Rog?rio Cyrineu Mafra

Nilvaldo Fernandes da Rocha

Paulo Roberto

Pedro Ribeiro da S. Filho

Roberto Domingues Azenga

Roberto Eugenio A. Meato

Robson Luis da Silva

Ronaldo Louren?o da Silva

Sonia Jael de Andrade Pata

Ubirajara Santos Silva

Valdecir Rosa Costa

Valdeir Martins Barbosa

Venivaldo Lima de Jesus

Vivaldo Cruz da Rocha

13/11/2018 - VIGILANTES DA CLAUFRAN/PREFEITURA CONTINUAM TOMANDO CALOTE

 Ap?s visita da Diretoria do Sindicato nos postos da Claufran:

Maternidade de S?o Cristov?o, Hospital Barata Ribeiro, Hospital Jesus, Maternidade Carmela Dutra, Maternidade Herculano Pinheiro, Hospital Municipal Francisco da Silva Telles, Porto de Sa?de Nascimento Gurgel, Maternidade Leila Diniz, Hospital Louren?o Jorge, com o intuito de atuar e conversar com os Vigilantes nos postos o Sindicato vem refor?ar os chamados anteriores para os Vigilantes entrarem na justi?a contra a Empresa/Prefeitura para que seus direitos sejam respeitados!

V?rios hospitais e maternidades municipais do Rio de Janeiro est?o com a seguran?a comprometida devido a falta de pagamento da empresa Claufran com a anu?ncia da Prefeitura, que por sua vez renovou o contrato com uma empresa que tem por regra atrasar o sal?rio de seus trabalhadores Vigilantes. 

O Sindicato vem avisando a Prefeitura e trabalhadores, desde setembro de 2017, que a empresas daria o calote e que a ?nica solu??o seria interromper o contrato com a Claufran e contratar uma empresa decente que realizasse o trabalho de forma digna.


O Minist?rio P?blico do Estado abriu processo investigat?rio para apurar as irregularidades denunciadas pelo Sindicato.

Por fim, mais uma vez recomendamos fortemente que apenas acionando a empresa na justi?a atrav?s do jur?dico do Sindicato poderemos buscar os direitos dos Vigilantes.

12/11/2018 - FIM DO MINIST?RIO DO TRABALHO RECEBE DURAS CR?TICAS

FIM DO MINIST?RIO DO TRABALHO RECEBE DURAS CR?TICAS

Pol?ticos e especialistas alertam para precariza??o de servi?os prestados pela pasta com decis?o do presidente eleito Jair Bolsonaro

O an?ncio de que o Minist?rio do Trabalho vai acabar, feito essa semana pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), recebeu severas cr?ticas de pol?ticos e especialistas. De acordo com personalidades ouvidas pelo DIA, ?eventual fus?o implicaria na limita??o ou falta de autonomia de pasta essencial para que o Brasil supere a crise por seu papel preponderante na gera??o de emprego e renda?. Advertiram ainda que o papel de fiscaliza??o das rela??es de trabalho, garantia de direitos de trabalhadores, e servi?os nos postos da pasta ficar?o comprometidos. E defendem que, ao inv?s de pulverizar ou extinguir a pasta, o governo eleito deveria fortalecer a atua??o do ?rg?o.

 

?Acabar com o Minist?rio do Trabalho ? um retrocesso sem precedentes. Este governo eleito ? a continuidade do anterior, e quer fazer com o Trabalho como foi feito com o Minist?rio da Previd?ncia. Ou seja, desarticulou as pol?ticas sociais e todo o trabalho desenvolvido pela pasta?, critica o senador reeleito Paulo Paim (PT-RS). ?O fim do minist?rio vai, inclusive, dificultar a fiscaliza??o para coibir o trabalho escravo?, adverte o senador.

 

?Enxugar a m?quina p?blica ?s custas do trabalhador ? dar poder a um Estado neoliberal, em que o direito ao trabalho cada vez mais se torna desnecess?rio como prote??o ao cidad?o e ? sua fam?lia?, alerta Jos? Gozze, presidente da Federa??o das Entidades dos Servidores P?blicos de S?o Paulo e vice-presidente da P?blica Central do Servidor.

 

?Um governo disposto a mudar a situa??o do Brasil tem a obriga??o de come?ar exatamente por aqueles que fazem o pa?s crescer, cuidando de seus direitos universais, e aqui, n?o cabe excluir um dos minist?rios mais importantes de prote??o ao trabalhador, enquanto outros protegem as grandes corpora??es?, critica Gozze.

 

Ao que o senador Paim complementa: ?Foi este modelo de governo que parte dos brasileiros escolheu. Agora todos ter?o que arcar com as consequ?ncias de um Estado anti-social e privatista, onde os direitos e as conquistas dos trabalhadores n?o s?o levados em conta?.


Fonte: Martha Imenes - O Dia

08/11/2018 - O QUE SIGNIFICA O FIM DO MINIST?RIO DO TRABALHO

O QUE SIGNIFICA O FIM DO MINIST?RIO DO TRABALHO

Segundo especialistas o fim do Minist?rio do Trabalho ? p?ssimo para as rela??es sociais de trabalho.


O Minist?rio tem fun??es fiscalizat?rias. Precisamos fazer a fiscaliza??o avan?ar para a era da internet. Perder esta especializa??o e este know-how ? um retrocesso.

Um dos grandes interesses por tr?s do fim do Minist?rio do Trabalho ? acabar com a fiscaliza??o dos auditores que apertam o cerco contra quem executa trabalho escravo e trabalho infantil.

Entre os avan?os do Minist?rio, os especialistas citaram a lista suja do trabalho escravo, que denuncia empresas pela pr?tica do crime. N?o ? segredo para ningu?m que trabalho an?logo ? escravid?o e infantil ainda s?o realidade no Brasil. ? preciso que algum org?o do executivo fique de olho.

Este poss?vel desmembramento s? prejudicaria as pol?ticas p?blicas promovidas pelo Minist?rio. Hoje, de qualquer maneira, o Minist?rio P?blico do Trabalho realiza uma gest?o com foco claro: fomenta a empregabilidade e as pol?ticas p?blicas de car?ncia social.

Fonte:


08/11/2018 - QUADRILHA EXPLODE CARRO-FORTE NA RODOVIA ABR?O ASSED EM CAJURU, SP

"A NECESSIDADE DA TROCA DE ARMAMENTO NA SEGURAN?A PRIVADA ? URGENTE!!!"

SINDVIG-RIO

 

Por G1 Ribeir?o Preto e Franca

Ataque contra ve?culo da Protege foi registrado na manh? desta quarta-feira (7), na altura do quil?metro 2. Ao menos dez assaltantes participaram do crime e dois PMs foram feridos.

Um carro-forte foi atacado por uma quadrilha na manh? desta quarta-feira (7) na Rodovia Abr?o Assed, pr?ximo a Cajuru (SP), regi?o de Ribeir?o Preto (SP). Segundo as primeiras informa??es, o ve?culo da Protege seguia pelo quil?metro 2, quando foi cercado por dez criminosos armados com fuzis. O grupo rendeu os seguran?as e usou explosivos contra o blindado, que ficou destru?do.

Segundo o subtenente da PM Rivaldo Ferreira, o ataque aconteceu pr?ximo a uma base da Pol?cia Militar Rodovi?ria. Um dos policiais em servi?o ouviu o barulho de tiros e pediu refor?os ? PM em Cajuru.

Ao chegarem ao local, os policiais se depararam com o carro-forte destru?do pela explos?o. Os vigilantes buscaram abrigo em uma mata ap?s serem obrigados pelos assaltantes a abandonar o ve?culo. Houve troca de tiros e dois policiais militares ficaram feridos.

Os integrantes da quadrilha fugiram e a PM faz um cerco na regi?o para localiz?-los. Por volta das 11h, uma equipe a bordo do helic?ptero ?guia, da Pol?cia Militar, localizou um dos ve?culos supostamente usado pelos assaltantes em chamas em uma mata na regi?o do crime.

Os policiais feridos foram levados ? Santa Casa de Cajuru. Um deles foi atingido no t?rax depois que o tiro atravessou o colete bal?stico, e passa por cirurgia. O segundo PM foi ferido no bra?o.

O tr?nsito no trecho da Rodovia Abr?o Assed foi desviado para o acostamento e, segundo a pol?cia, n?o h? congestionamento.

Em nota, a Protege informou que todos os colaboradores est?o em seguran?a e que a empresa colabora com as autoridades na investiga??o em curso.

Segundo a PM, todos os malotes transportados no carro-forte foram levados pelo grupo.

07/11/2018 - OFICIO ENCAMINHADO PARA VIGILANCIA SANITARIA SOBRE DENUNCIAS DE EXPOSI??O ? MERCURIO AOS VIGILANTES DA EMPRESA G4S

05/11/2018 - AVISO PR?VIO ? TEMA MAIS RECLAMADO NOS TRIBUNAIS

AVISO PR?VIO TEMA MAIS RECLAMADO NOS TRIBUNAIS

Diante da possibilidade de arcar com honor?rios do processo, trabalhador pede repara??es de f?cil comprova??o

 

 As mudan?as na legisla??o trabalhista tamb?m alteraram os temas mais reclamados ? Justi?a do Trabalho. Entre janeiro e agosto, mais de 50% das a??es trabalhistas, segundo dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST), se referiam a verbas rescis?rias e aviso pr?vio. Um ano antes, o pagamento de horas extras era o item mais citado nos questionamentos.

M?rcio Meira Vasconcellos, s?cio do grupo CMA na ?rea Trabalhista, acredita que os novos crit?rios de formula??o dos processos levaram os trabalhadores a solicitarem repara??es com comprova??o mais objetiva:

- A hora extra ? um exemplo de pedido que nem sempre ? poss?vel comprovar. Agora, com a possibilidade de perda e de condena??o em sucumb?ncia (quando a parte perdedora no processo ? obrigada a arcar com os honor?rios do advogado), a diminui??o foi muito grande. Verbas rescis?rias, por exemplo, s?o de mais f?cil comprova??o. Tenho um cliente do varejo que, em 2016, teve mais de quatro mil a??es ajuizadas contra a empresa. Da reforma para c?, foram s? mil.

As lacunas deixadas pela Medida Provis?ria (MP) 808, que regulamentou pontos controversos da reforma trabalhista, e que perdeu a validade ap?s n?o ter sido apreciada no Congresso, deixou algumas quest?es em suspenso. Al?m disso, h? cerca de 20 a??es de inconstitucionalidade contra pontos da reforma. A regra do pagamento de horas extras, a diminui??o da hora do almo?o e o c?lculo de indeniza??es por dano moral s?o alguns temas em aberto. A reforma trabalhista alterou o valor do dano moral, que passaria a ser vinculado ao sal?rio do trabalhador prejudicado, de acordo com o grau do dano sofrido, o que contraria a Constitui??o, segundo especialistas, por criar distin??es e categorias de trabalhadores.

Fonte: Pollyanna Br?tas - O Globo

01/11/2018 - SINDVIGRIO LEVA OFICIO A TODOS OS CLIENTES DA EMPRESA GP

O Sindicato dos Vigilantes do Munic?pio do Rio de Janeiro est? informando  aos Tomadores de Servi?os da empresa GP, que a mesma est? incorrendo em graves desrespeito aos seus Empregados, o que inclui dentre outras; aus?ncia de dep?sito fundi?rio, aus?ncia de pagamento de verbas rescis?rias e aus?ncia de homologa??o na sede da entidade sindical.


Sugerimos aos tomadores de servi?o um acompanhamento minucioso junto aos Empregados da empresa GP alocados no seu contrato, quanto aos dep?sitos de FGTS, atrav?s do extrato anal?tico individual, os recolhimento do INSS, atrav?s do CNIS individualizado, e ainda pagamento de f?rias e por fim, em caso de demiss?es, o devido pagamento de todas as verbas trabalhistas e fundi?rias.

SindvigRio ? Sindicato de LUTA!! O Vigilante unido ? Forte!!!

01/11/2018 - BLITZ SINDVIGRIO - VIGILANTES DA GP SEM CONTRATO NAS AG?NCIAS DO ITA?



Exibindo 69 a 85 de 1350< 1 2 3 4 5 6 7 8 9 >