INFORME PRIME WORK (ASSAÍ) E MONITORE (TRT)

PRIME WORK: SINDICATO PEDE RETENÇÃO DE FATURA DO ASSAÍ ATACADISTA

Sindicato protocola ofício pedindo retenção de fatura dos Vigilantes que prestam serviço no Assaí atacadista, para pagamento de salário, INSS, FGTS e vale transporte. O Documento será encaminhado para São Paulo para que o mais breve possível seja regularizado todas essas pendências.

O Departamento jurídico está a disposição dos Vigilantes, na sede do Sindicato na Rua André Cavalcanti 126.

MONITORE: VIGILANTES DO TRT SOMENTE COM AÇÃO NA JUSTIÇA

O Sindicato dos Vigilantes do Município do Rio de Janeiro foi notificado pela Divisão de Gestão de Contratos do TRT 1ª Região que para liberação dos recursos da conta vinculada, valores retidos no último contrato assinado pela MONITORE e TRT 1ª Região, o Sindicato deverá fazer o pedido de mediação no CEJUSC 2º Grau. Porém, como esse valor retido não será o suficiente para pagar todas as verbas rescisórias devidas, os Vigilantes da MONITORE, após a audiência do CEJUSC 2º Grau, precisarão ajuizar ação trabalhista para conseguir receber o restante não coberto pela conta vinculada.

O Sindicato dos Vigilantes já está através do Departamento Jurídico tomando providências quanto ao pedido de mediação no CEJUSC 2º para liberação dos valores da conta vinculada e quanto à ação trabalhista solicitamos que os Vigilantes e demais profissionais de segurança empregados da MONITORE procurem nosso Departamento Jurídico para melhores esclarecimentos, evitando medidas precipitadas ou até mesmo procurarem advogados particulares que não estejam informados sobre todos os aspectos desses procedimentos.

O Departamento Jurídico do Sindicato funciona de segunda a sexta-feira, não cobra honorários advocatícios do trabalhador e também está à disposição para esclarecimentos e informar aos trabalhadores sobre seus direitos e possibilidades judiciais. Algo muito importante nesse momento, onde decisões afoitas e impensadas podem colocar tudo a perder para o trabalhador.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*