GUARD ANGEL: PREFEITURA DO RIO PARCELOU EM 10 ANOS O QUE HAVIA DE RESTOS A PAGAR DA GESTÃO CRIVELLA

Em audiência a Empresa Guard Angel alega que os títulos de pequeno valor (até 50 mil reais) seriam pagos de uma única vez, e o restante viriam no parcelamento de 10 anos (restos a pagar da Gestão Crivella). A Prefeitura juntou todas as faturas em atraso dificultando o pagamento dos menores valores de imediato. A Empresa recebeu da Prefeitura do Rio apenas 600 mil em face dos 3,5 milhões esperados.

Com isso a Empresa Guard Angel informou em audiência que as férias serão pagas conforme suas possibilidades.  

A Prefeitura alegou que não tinha como entrar nesse debate, baseado na Lei Complementar 235 de 2021 – Art. 23. Ficam parceladas as obrigações inadimplidas ou inscritas em restos a pagar até 31 de dezembro de 2020, em dez parcelas anuais.

O Procurador do Município do Rio informou que regularizou as faturas deste ano e pretende pagar regularmente a partir de agora.

A Mediadora do Ministério do Trabalho encerrou a audiência informando que o assunto deverá ser definitivamente resolvido na Justiça.

No encerramento os Diretores do SINDVIG-RIO manifestaram seu repúdio à irresponsabilidade da Prefeitura e da Guard Angel com os trabalhadores Vigilantes que estão exercendo sua função de maneira correta e digna e tem como resposta a indiferença deles.

E consideram um vexame a atuação do Prefeito Eduardo Paes que simplesmente jogou as dividas da gestão Crivella em Restos a Pagar, não cumprindo com sua palavra dada a o Sindicato que tudo seria pago após auditoria.

IMPORTANTE: Vigilantes que estão com férias em atraso não deixem de procurar o Departamento Jurídico do Sindicato.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*